Instituto Direito e Democracia | A era do capitalismo improdutivo
21834
post-template-default,single,single-post,postid-21834,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,select-theme-ver-3.4,side_area_uncovered,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12.1,vc_responsive

A era do capitalismo improdutivo

Em resenha de Antonio Martins, publicada no Portal Carta Maior, a respeito do novo livro de Ladislau Dowbor, aponta-se o crescimento abissal das desigualdades, a ausência de limites para a depredação da natureza e o esvaziamento da política podem ser faces de um só fenômeno. “Uma nova metamorfose do capitalismo (para usar expressão de Celso Furtado) criou um sistema que já não pode ser compreendido – muito menos superado – manejando apenas as chaves analíticas do passado. O autor não se contenta em constatar o déficit teórico: ele adianta pistas para ultrapassá-lo, ou seja: para tramar um novo projeto pós-capitalista”.

Leia mais em: A era do capitalismo improdutivo e como superá-la

Nenhum comentário

Escreva um comentário